Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘reeducação alimentar’

Como disse ontem, mudei de emprego e, consequentemente, de lugar. Saí da Barra Funda e caí na Vila Leopoldina. Aí dá-lhe restaurantes novos (digo até que por aqui tem mais opções que perto da tv do Bispo).

Hoje saí para almoçar com o Chefe 1 e o Chefe 2 e fomos no maior restaurante por quilo que eu já vi na minha vida! O Yano tem uma mesa quilométrica (sabe aquela de formatura? Um pouco maior!)  que conta com sushis, saladas, pratos quentes diversos, fruta e um sem fim de sobremesas… eu surtei!

MUITA salada, arroz com brocólis, bife grelhado com cebola e abacaxi. Ah sim… pra eu não morrer aguada enfiei uma batata frita ali e dois pedacinhos de batata assada. Sou viciada!

Mas se valer de consolo, embora toda essa quantidade (com exceção das batatas) esteja permitida, eu não consegui comer tudo não! Ficou mais de uma colher inteira de arroz no prato…

Acredito que meu estômago deve ter diminuído e assim será mais fácil seguir em frente! Como estou cansada de dizer por aqui, a reeducação alimentar é um processo gradativo, um pouco mais lento, mas com resultados mega positivos e duradouros… paciência é uma virtude (e um manequim 38)!

Eu não sei se a Vila Leopoldina é perto de alguma coisa, mas tá aí a dica de uma comida BEM gostosa e que permite comer saudavelmente!

Beijos.

Anúncios

Read Full Post »

A pedidos da .mila. resolvi passar alguns jantares que o Site Minha Vida sugere para meu processo de emagrecimento. Lembrem-se: cada pessoa tem uma estatura, um objetivo e suas características e gostos! Como eu não quero ninguém com saúde prejudicada, vou passar apenas duas sugestões, ok?

Jantar 1 (em casa):

2 fatias de pão integral, 2 fatias médias de queijo minas light (ou 1 da comum), 3 fatias de peito de peru defumado, 1 folha de alface, 3 rodelas de tomate, 1 suco de abacaxi com hortelã sem açúcar.

Jantar 2 (na rua):

1 fatia grande de pizza (ou 1 fatia e meia, se for uma fatia menorzinha), 1 copo duplo de suco de laranja sem açúcar.

Nem sempre tenho as coisas que a dieta diz em casa, outras vezes nem gosto do que está ali… então faço a lei da substituição: troco pão por arroz ou torrada, carne por peixe ou frango; suco de laranja por limonada e como mais uma fatia de abacaxi. Existem  infinidades de combinações e nem tenho como especificar o exato dia que janto em casa (embora eu faça a maioria das refeições lá… aí explica porque quase não aparece jantar por aqui). Mas segue uma listinha das coisas que normalmente como nessa refeição.

Sopa (de legumes com ovo ou canja);  uma espiga de milho com cenoura cozida e uma carne;   um sanduíche integral com atum e tomate; um salgado assado da lanchonete (nos dias que tenho curso ou trabalho à noite); 7 pães de queijo mini com chá; um grelhado com salada;  omelete feito com duas claras, uma gema, ervilha, tomate e palmito; meio pacote de miojo com uma colher de requeijão, 3 fatias de peito de peru e ervilha e o meu favorito… uma sopinha de pacote com duas torradas com queijo cotagge e uma colher de sopa de geléia de morango.

Aproveito esse friozinho para me acabar em sopas não engordativas… na próxima mando a receita! Espero que ajude vocês e especialmente você, .mila.!

Mas nunca podemos esquecer que reeducação alimentar deve vir acompanhada de exercícios, disciplina, força de vontade, muita água e objetivos realistas… mas isso é assunto para outro post!

Beijos

Read Full Post »

Mal inaugurei o blog e já venho com o post da comida…

Preciso dizer: eu não curti muito a dieta da minha nutricionista… para alguém que precisa emagrecer, 1400 Kcal com doce três vezes na semana não me pareceu boa coisa (vale lembrar que só estou nessa vida há 13 anos e que o melhor método que experimentei – e funcionou – foi o Vigilantes do Peso). Só que naquela época era mamãe quem arcava com os custos… hoje teria que ser eu, fora o tempo para frequentar as reuniões.

Aí, na onda que funciona de sites virtuais de emagrecimento, resolvi ver os zilhões de spams que sempre recebo do Minha Vida, li todo o conteúdo, acessei o site e me cadastrei (por ser o mesmo esquema de pontos dos Vigilantes). Foi rápido e fácil, mal terminei o cadastro e já pude acessar o site e suas diversas ferramentas. O mais bacana foi saber que os exercícios nos geram pontos extras… isso garante que depois de uma aula puxada, possamos bater um lanchinho sem culpa…

No meu trabalho existem dois restaurantes e hoje almocei no Gran Chef.

A desvantagem do self service é que existem muitas e muitas tentações, mas também diversas opções para fazer uma refeição mais leve.

Eu pirei quando cheguei nessa parte, mas se quisesse comer, teria que ser bem pouquinho… mas estava com muita fome hoje e passei por cima da gula para me acabar em um prato maior. Quem sabe no dia que eu estiver com pouca fome, consiga almoçar o pastel com uma saladinha?

Aqui sim eu queria jogar tudo para o alto, sentar no meio do restaurante e comer até a calça explodir. Mas respirei fundo e pensei: “você, sua fashionistazinha-pseudomodelo-reprimida-recalcada vai ficar feliz quando suas roupas ficarem parecendo capa de botijão de gás? Ou vai ficar feliz de ver as banhas pulando para fora da sua skinny? Vaza já!”.

Foi o que eu fiz…. e olha só que bonito e gostoso ficou meu almoço:

1 colher de arroz, meia concha de feijão, um pegador de couve, 1 florete de brocólis, 1 pegador de cenoura cozida, 2 rodelas de tomate, 1 filé de frango grelhado com um niquinho de creme de milho por cima e rodela de abacaxi de sobremesa. Eu mastiguei cada garfada umas 20 vezes e me obriguei a não deixar nada…. nossa, juro que me senti empanturrada até, mas tive que comer. Porque se não, antes mesmo do lanche da tarde (como de 3 em 3 horas) já estaria morrendo de fome. E confesso: ODEIO salada! Mas faço o melhor que eu posso.

No final, reeducação alimentar é isso: fazer o melhor que você pode, aos poucos, sem se prejudicar. Você pode não ver o feito tão rápido como se tomasse sibutramina, mas sua saúde agradece… obrigada!

Read Full Post »